Retiro de Silêncio Sozinha - Reflexão sobre o "meu" Ano Pessoal 7 (Numerologia)


Mergulhada a realizar uma análise de numerologia, hoje, dei por mim

a refletir no facto de ter iniciado o meu ano pessoal com energia 7 – introspeção, estudo, meditação, reflexão, organização interna, isolamento (descrição completa no final do texto), a largar literalmente tudo para trás (passei o meu cargo de direção e coordenação num colégio, o “nosso” antigo espaço (Beauty & Soul Project) e projeto onde realizava também as mesmas massagens, terapias e consultas estava meio parado devido a esta situação do covid, relacionamento, família, amigos, tudo, menos a mim). Avisei toda a gente que me ia retirar por período incerto (sabia que a intenção era ser o mês de janeiro, pelo menos, e assim o foi), em silêncio. Não iria ter qualquer contacto com ninguém. Pedi e fui de tal forma clara do nível a que queria levar este meu processo que nem mesmo uma simples mensagem a saber se estava bem recebi (agradeço a todos por terem respeitado).


Foi completamente transformador. Aliás, foi a experiência mais transformadora e iluminada que já tive.

Compreendi o que “era meu e o que não era”. Quem eu sou, quais os meus verdadeiros pensamentos, vontades,…


Alinhei novamente toda a minha alimentação, passei a meditar 3 vezes por dia pelo menos. Caminhava (em mindfulness) 2 horas por dia no mínimo, entre mata e praia. Não precisei de conduzir durante esse período, fiz tudo o que precisava a pé. Ia às compras a pé com aquelas mochilas de rodinhas e muitas vezes vestida tão confortável que parecia uma “azeiteira”(adoro!) – sentia-me uma “velhinha, maluca engraçada” :D

Tudo isso dava-me um gozo enorme! Abençoada por esta casinha de família num recanto especial do Algarve tinha a praia, mata e comércio tudo a uns metros.


Estava a ter a oportunidade de vivenciar algo único e inédito. Foi precisamente naquela altura em que ninguém podia sair de casa somente com justificação em caso de compras ou consultas médicas etc. Por esse motivo não havia literalmente ninguém na rua! Sempre que ia às compras a pé nas ruas largas da marginal pela praia não havia ninguém. Sempre que ia à mata e à praia mesmo junto à casa também estava sozinha. E pensam assim… então não se podia e eu estava fora da lei!? Pois bem… há outro detalhe importante. Eu não vejo televisão e portanto sim neste aspeto eu não sabia de todo do que se estava a passar e das regras extremas que tinham ditado.


Refleti tanto mas com muita paz. Eram reflexões que vinha mais da “minha alma” do que um esforço mental. Houve espaço para muitas sinapses, muita catarse, muito entendimento e muita cura.

A natureza parecia falar comigo através de sinais, através da minha presença e total observação. Conseguia ver como ele me mostrava que a natureza – nós – a vida funcionamos.



Como sou a mulher dos 7 (mil) ofícios e das ideias levei comigo todos os meus dossiers, papeis e papelitos (não imaginam a quantidade! Acreditem!) para me poder finalmente organizar.


Espalhei-os todos e ao longo dos dias fui colocando ordem em tudo e libertando de muitos dos que já não faziam sentido alimentar.


Aproveitei para não só estar em silencio, conhecer-me melhor como para organizar interior e exteriormente o “meu mundo”.


Ocorreram-me ainda mais ideias e projetos mas todos vinham com uma força, fé e amor inexplicável.


Não será de estranhar que com a distância consegui sentir uma compaixão por tudo e todos. O difícil é estar na presença constante e lidar com os desafios dos egos quando emergem.


Houve muitos momentos que simplesmente dava por mim a sentir uma gratidão e bênção inexplicável por todo o processo, pela vida, pela minha família, amigos, companheiro e ex-companheiros, por todos os “mestres” que nos vieram permitir experienciar a dor e o sofrimento para notar as minhas feridas e transcendê-las, enfim… por mim.


Fiz a minha (auto) terapia de eleição – Terapia da Alma as 8 sessões naquele espaço de tempo. Para quem já a realizou e conhece deve calcular o quão “bem vivido e potente” foi o processo.


Colori mandalas complexas as quais nunca tinha terminado uma única. E foi mágico.


Não tive um único momento de saudades (com aquele feeling de apego), nem tive medo (enquanto lá estive porque antes de ir receava ter medo de lá estar por motivos…), também não senti tédio, na verdade nunca senti nada insuportável. Nunca houve um único pensamento ou sentimento de arrependimento.

Andava empenhada a apanhar o lixo nas ruas (nas estradas e passeios), na mata e na praia.

Cozinhava para mim, celebrava com a minha própria companhia.


Saia à rua e sorria para o mundo e o mundo sorria para mim. Apareciam situações em que entrava num fluxo e perceção de sermos realmente uns anjinhos uns para os outros. Situações em que alguém precisava de ajuda e podia ajudá-lo e vice-versa.

É lindo quando nos permitimos entregar não só ao fluxo da vida mas à própria vida em si.


Vou fazer 34 anos já no dia 28 de janeiro e termino agora a volta a este ciclo com energia 7 duma forma semelhante à qual a iniciei… Sozinha e isolada <3


Agora pelos motivos que já devem calcular mas, felizmente somente porque estive em contacto com uma pessoa que está com o C*. O meu teste deu negativo. No entanto de acordo com as regras, cá estou sozinha em casa :D novamente. A organizar papéis, projetos, ideias, muito estudo e muito trabalho interior.

Por isso é importante o auto conhecimento e sabermos os ciclos que estamos a passar, as fases, os desafios, etc. Seja através de que ferramenta for – Numerologia, Astrologia, … Para que possamos alinhar-nos com o que nos é pedido nesse momento. Para que possamos tirar o maior proveito de cada expressão da vida e assim fluir com ela, tornármo-nos unos com ela.


Se eu me tivesse mantido num registo de trabalho como estava a gerir o meu projeto mais uma direção de escola iria dar possivelmente num explosivo burn-out (que já estava a dar os seus sinais) e entrar em profunda depressão.


Não iria realizar o processo necessário para refletir, organizar o meu templo interior acima de tudo para depois ir “com tudo” para um ano 8 de realizações e muita materialização.


Tudo serve o seu propósito.

*

Descrição Numerológica do ano pessoal 7


É um ano de introspeção.


Tanto o crescimento como o desenvolvimento será mais ao nível interior do que exterior.

Este é o ano para fazer o balanço na sua vida, compreender onde se encontra em termos de evolução pessoal e para onde se dirige no futuro.

É um ano que lhe oferece a possibilidade de se conhecer melhor pessoalmente.

Entre o ano 6 com todo o empenho social, doméstico e familiar, a realização e concretização do ano 8, esconde-se o ano 7, um ano de reflexão e interiorização.

A sua maior responsabilidade este ano é consigo próprio.


Seria bom de se distanciar, se possível, das pressões do trabalho e de tudo o que é acelerado — do ritmo da vida de hoje — e tentar passar algum tempo só.


O ano 7 é um ano ideal para estudar, analisar, meditar e como o pensamento é mais claro este ano, seria bom escrever, nem que seja somente para o seu próprio desenvolvimento pessoal, assim poderá tomar nota das ideais e reflexões que lhe podem ser úteis nos próximos anos.


Este não é um ano de ação mas sim um ano de desenvolvimento e espera. Aproveite o tempo para estudar, contemplar a sua vida e tudo o que gira à volta dela. Observe o passado e planifique o futuro segundo os seus desejos e intenções.


Faça atividades calmas e livres de responsabilidades sociais ou profissionais. Aproxime-se da natureza e de toda a energia que emana dela.

A sua capacidade de análise, e de compreensão estarão no seu melhor este ano.


Graças à introspeção e análise pessoal, este seria um ano ideal para apurar os seus talentos, algo que lhe servirá no ano seguinte, A.P. 8.

Entretanto, desenvolva a fé em si próprio e tome consciência do elemento divino que faz parte de si e de tudo o que existe. Como este é um ano de introspeção, tanto fisicamente como emocionalmente e espiritualmente, aproveite para fazer uma revisão do seu estado de saúde.

Caso sintas o chamado para te compreenderes e conheceres melhor, para perceberes quais as fases e ciclos em que te encontras, o que melhor te serve, conta comigo para irmos junt@s nessa viagem de auto conhecimento e autoconsciência.

Com Amor,

Inês

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Pinterest Icon